quarta-feira, 25 de outubro de 2017



O Mobiliza Enfermagem é um movimento que foi formado a princípio por enfermeiros que reagiram com indignação à liminar concedida ao Conselho Federal de Medicina (CFM) e que restringe a atuação dos enfermeiros na Atenção Básica, fragilizando o Sistema Único de Saúde (SUS). Apesar da suspensão da liminar, a luta não parou e os enfermeiros aproveitaram a oportunidade para manter a enfermagem unida, mantendo as mobilizações.

O grupo é formado por enfermeiros de diversas cidades do recôncavo. Os líderes de cada município tem na medida do possível mobilizado a sociedade civil e os poderes legislativos , executivos e judiciários em prol do movimento.

Uma nova mobilização foi agendada para acontecer em Cruz das Almas no próximo dia 1º de novembro. O movimento planeja ainda a realização de outro evento em Santo Antônio de Jesus, ainda sem data, mas que terá participação de lideranças políticas do recôncavo, além de representantes do judiciário, além de profissionais e estudantes.

Compõem o movimento profissionais dos municípios de Cruz das Almas, Santo Antônio , São Felipe, Conceição do Almeida, Castro Alves, Dom Macedo Costa, Laje, Mutuípe, Governador Mangabeira, São Felix, Muritiba, Cabaceiras, Muniz Ferreira, Santa Terezinha, Varzedo , Amargosa e Maragojipe. As reuniões acontecem na Faculdade Maria Milza (FAMAM), em Governador Mangabeira.

Em outras regiões do estado da Bahia a enfermagem baiana também permanece em luta contra a liminar que restringiu a atuação das enfermeiras(os) desde o dia 27 de setembro, afetando a Atenção Básica de Saúde. Mesmo após a suspensão da decisão, a enfermagem segue mobilizada. Nesta quarta-feira (25), profissionais da enfermagem do município de Amargosa saíram às ruas em protesto contra a decisão do Juiz da 20ª Vara Cível do Distrito Federal que afetou o atendimento a milhares brasileiros, atrasando ou inviabilizando exames essenciais.


Leia mais:http://ba.corens.portalcofen.gov.br/enfermeiros-do-reconcavo-se-reunem-para-discutir-estrategias-de-atuacao-em-defesa-do-sus-e-da-atencao-basica_36988.html

Comentários da Notícia: