segunda-feira, 2 de outubro de 2017




João Paulo Castro Moreira, 30 anos, foi preso na noite deste sábado (30), no bairro de Mussurunga, em Salvador, suspeito de matar enforcada Marília Matércia Andrade Sampaio e depois jogar o corpo da vítima na BA-526, no CIA-Aeroporto.

Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP), João é dono de um lava-jato e utilizou o carro de um cliente para abandonar o corpo de Marília.

Ela era funcionária da empresa MAP, onde trabalhava como recepecionista em um edifício comercial, na Avenida ACM. Ainda conforme a SSP, a vítima era solteira e há alguns dias tinha comentado com os familiares sobre uma pessoa que tinha conhecido.

A polícia encontrou em Marilia, sinais que mostram que ela foi abusada sexualmente antes de ser morta por esganadura (enforcada). (ATarde)


Comentários da Notícia: