segunda-feira, 23 de outubro de 2017

A Polícia Civil apresentou na tarde desta segunda-feira (23), no auditório do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o acusado de assassinar a mulher, identificada como Lucília Santos de Jesus, 45 anos, com 10 golpes de punhal, além de ocultar o cadáver debaixo da cama na última quarta-feira (18).

Ao ser indagado sobre o crime, Orlando alegou: “Eu não fiz aquilo. Eu não mataria a mulher que eu amo. Quem fez isso foi Lúcifer”. Ele também alegou que Lucíula estava em outro relacionamento. Após romperem a relação e reatarem algumas vezes, mesmo debaixo do mesmo teto o casal estava separado.

Segundo o coordenador da Delegacia Homicídios, Guilherme Machado, e a delegada da DH Central, Ana Cristina de Carvalho, Orlando ocultou o cadáver para facilitar a fuga.

Ele tentou se abrigar na ilha de Itaparica e em Santo Antônio de Jesus, mas ao saber que a polícia estava no seu encalço e que a imprensa havia divulgado sua imagem, se entregou neste sábado (21) acompanhado de um advogado. 

Ainda segundo o coordenador e a delegada da DH Central, Orlando possuía duas passagens na Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (Deam) por agressões a Lucíula e outra ex-companheira. Para ambas agressões, Orlando alegou que estava sendo traído.

Orlando foi autuado por feminicídio. Se condenado, deverá pegar entre 12 e 30 anos de reclusão. (BocãoNews)

Comentários da Notícia: