quinta-feira, 26 de outubro de 2017

O concurso para servidores técnico-administrativo da Universidade Federal da Bahia (Ufba) corre risco de fraude, segundo a própria instituição que pediu à Polícia Federal (PF) que investigue o caso. A prova está com data marcada para acontecer no próximo domingo (29). 

Na tarde desta quinta-feira (26), a universidade emitiu nota informando que já foi instaurado inquérito policial para total apuração dos fatos, e que também já está com as informações solicitadas e repassadas pela Polícia Civil do Estado da Paraíba, responsável pela operação de onde partiram as suspeitas.


Um grupo é suspeito de ter causado prejuízo de mais de R$ 21 milhões em dez anos por fraudar mais de 100 concursos no Brasil e está sendo alvo de investigações desde março pela polícia da Paraíba. Segundo a polícia, o grupo estaria negociando vagas no concurso da Ufba desde maio. Cerca de 30 candidatos seriam beneficiados e pagariam mais de R$80 mil pelo gabarito da prova. 


A Ufba garantiu ainda que no dia do concurso serão adotadas medidas preventivas, com a presença de efetivo da Polícia Federal nos locais de prova para coibir qualquer ato ilícito. 


A Delegacia de Defraudações e Falsificações da Paraíba entregou à Justiça um relatório da investigação, com 312 paginas e cerca de 8600 arquivos digitais analisados como um levantamento da ‘’Operação Gabarito’’, deflagrada para desarticular a organização criminosa. 


A instituição ainda lembra que a fraude em concurso público é crime, previsto no artigo 311-A do Código Penal, com pena de até 4 (quatro) anos de reclusão e multa, e que as pessoas identificadas nessa prática serão presas em flagrante.

Comentários da Notícia: