• Atos públicos homenageiam Zumbi e luta antirracista

    Repórter: AmargosaNews.com
    Publicado: segunda-feira, 20 de novembro de 2017
    A- A+

    Na data em que é comemorado, o líder quilombola Zumbi dos Palmares será ponto de encontro para quem for às duas tradicionais caminhadas do Dia da Consciência Negra em Salvador. Será por volta das 17h30, estimam os organizadores, a confluência entre os atos, na estátua em homenagem a ele, na Praça da Sé, no Pelourinho.

    Como é de costume, o primeiro ato, de tom cultural, reunirá os blocos afros em uma peregrinação que começa por volta das 14h, no Curuzu, bairro da Liberdade, e termina no Centro Histórico da capital baiana.

    Já o segundo, com teor político, organizado pela Coordenação Nacional de Entidades Negras (Conen), terá concentração às 15h, no Campo Grande, e percorrerá a Avenida Sete de Setembro, passando pela Praça Castro Alves, até o busto em homenagem ao maior líder do Quilombo dos Palmares.

    Show

    A finalização das comemorações, como também se repetiu em anos anteriores, se dará com um show ali perto, no Terreiro de Jesus.

    Organizado pela Convergência Negra – entidade que reúne as instituições nacionais do movimento negro brasileiro –, o evento pretende servir como canal para protestos contra ações do governo Michel Temer consideradas racistas.

    São esperadas falas públicas e atividades culturais que façam referência ao chamado de "desmonte das políticas públicas afirmativas" dos últimos 15 anos.

    Homenagens

    Apesar do protagonismo das caminhadas que ocorrem à tarde, desde a manhã ações homenagearão Zumbi pela cidade, considerada a mais negra do país.

    Às 9h, por exemplo, um ato político da União dos Negros pela Igualdade (Unegro) promoverá uma lavagem na estátua do quilombola.

    A secretária de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis, estará presente nas atividades, informou a assessoria dela. Fonte: ATarde.

    Categorias:

    Bahia
  • Comentários