sexta-feira, 3 de novembro de 2017

A defesa do ex-ministro baiano Geddel Vieira Lima quer saber quem denunciou o endereço do apartamento no bairro da Graça, em Salvador, onde estavam os R$ 51 milhões encontrados pela Polícia Federal. 

Em petiçao direcionada ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, o advogado Gamil Foppel, que defende Geddel, solicita que a PF informe qual foi "o número telefônico que supostamente teria entrado em contato com o Núcleo de Inteligência Policial, assim como a identidade do agente policial que o recebeu, fato alegadamente ocorrido em 14 de julho de 2017".

Além de querer saber de onde partiu a denúncia anônima, segundo documentos divulgados nesta quinta-feira (2) pelo jornal O Estado de S. Paulo, a defesa do peemedebista também pede acesso ao relatório em que constam os resultados dos exames de digitais encontradas nas malas e caixas de dinheiro.

Geddel Vieira Lima está preso no Complexo Penitenciário da Papuda após a PF encontrar o depósito de dinheiro, onde malas e caixas continham suas digitais. (Bocão News)

Comentários da Notícia: