terça-feira, 14 de novembro de 2017


Operação Policial conjunta entre a Polícia Civil de Amargosa e CIPE – LN, em cumprimento a mandado judicial de prisão preventiva e busca domiciliar, prendeu no início da tarde desta terça-feira(14), os irmãos Marcelo Maicon Alves dos Santos, 26 anos e Márcio Alves dos Santos, 27 anos, acusados da prática de assaltos a mão armada, estupros, tráfico de drogas, entre outros crimes.

De acordo com as investigações da Polícia Civil de Amargosa, Marcelo Maicon Alves dos Santos já cometeu diversos assaltos a mão armada, principalmente na zona rural de Amargosa, Jiquiriçá e Ubaíra. De alta periculosidade, Marcelo Maicon foi preso por roubo majorado, formação de quadrilha e porte ilegal de armas em janeiro de 2012.




Em um dos assaltos na zona rural de Ubaíra, Marcelo Maicon estuprou com violência uma mulher grávida. Não satisfeito, e com requintes de crueldade, colocou um pedaço de madeira no ânus de uma idosa. Marcelo Maicon fugiu da carceragem durante o incêndio doloso no prédio da Delegacia de Amargosa, ocorrido no dia 16/07/2014.

Márcio Alves dos Santos também é acusado da prática de assaltos a mão armada na Cidade de Amargosa e municípios próximos, possuindo mandado de prisão preventiva por este crime, estava sendo investigado pela Polícia Civil de Amargosa por tráfico de drogas ilícitas.

Durante a operação policial foram apreendidos na residência dos flagranteados 157 tabletes de “maconha”, acondicionado em papel alumínio, 167 pinos de cocaína, 163 pedras de “crack”, acondicionados em papel alumínio, 09 trouxas de “maconha” acondicionados em plástico transparente, 01 balança de precisão, típica para pesagem de entorpecente, 02 relógios e a importância de R$ 573,00 em dinheiro.

Mais uma vez foi dado voz de prisão em flagrante delito aos irmãos Marcelo e Márcio, desta feita por tráfico de drogas e associação ao tráfico. Ambos serão recolhidos ao Presídio Regional de Feira de Santana, onde permanecerão a disposição da Justiça Criminal.

Em entrevista a nossa reportagem, o Delegado Adilson Freitas destacou a importância das prisões, “foi mais uma operação conjunta de sucesso, não só pela significativa quantidade de entorpecentes apreendido, mas principalmente por tirar de circulação indivíduos que estavam cometendo vários crimes em Amargosa e cidade circunvizinhas, como assaltos e estupros”.

Comentários da Notícia: