• Com fim do contrato, cirurgias pediátricas estão suspensas na Bahia

    Repórter: AmargosaNews.com
    Publicado: sexta-feira, 1 de dezembro de 2017
    A- A+



    A partir desta sexta-feira (1°) cirurgias pediátricas feitas através do Sistema Único de Saúde (SUS) estarão suspensas na Bahia. O motivo é o encerramento do contrato entre a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) e o Núcleo de Cirurgiões Pediátricos da Bahia (NCP) por alegações de irregularidades no contrato com o SUS.

    “O contrato entre Sesab e NCP foi suspenso pela Sesab desde julho de 2016. Há 16 meses estamos trabalhando de forma indenizatória, tentando negociar com a Sesab um novo modelo contratual que mantivesse assistência digna à população pediátrica e neonatal e que mesmo com o número reduzido de cirurgiões pediátricos no estado, satisfizesse as necessidades da Sesab e estivesse de acordo com os requisitos do Ministério Público Estadual”, afirma Alexinaldo Silva, cirurgião pediátrico e diretor do NCP.

    No dia 4 de setembro, o Núcleo de Cirurgiões Pediátricos da Bahia foi notificado a interromper os atendimentos por ter trabalhadores da Sesab em seu quadro. Em 29 de setembro, a Sesab e o MP-BA solicitaram ao Núcleo de Cirurgiões Pediátricos a manutenção dos atendimentos por 60 dias para dar tempo à Sesab de efetivar uma nova solução para a assistência a cirurgia pediátrica no estado. Sem, um novo grupo de profissionais para atender aos pacientes de cirurgia pediátrica, a Secretaria de Saúde da Bahia pediu um novo prazo aos cirurgiões. O MP, entretanto, recomendou que a Sesab interrompesse imediatamente o contrato com as empresas de todas as especialidades médicas que possuem funcionários da Sesab em seus quadros. Fonte: Correio.

    Categorias:

    Bahia
  • Comentários