Homem aponta arma de brinquedo contra PM e é morto no Paraná




Um homem de 43 anos com problemas mentais foi morto depois de apontar uma arma de brinquedo contra policiais em Maringá, no norte do Paraná. Moradores da região disseram que ele sofria de transtornos psíquicos.

A Polícia Militar do estado afirmou que abriu um inquérito para investigar o caso. A ação foi registrada por volta das 3h30 no Conjunto Ney Braga.

Testemunhas informaram que o homem estava na Rua Alziro Zarur, quando supostamente ameaçou os policiais e passou a ser perseguido por três quadras, até ser morto, na Rua Perdiz, com um tiro na perna e outro no peito.

Só então, afirmou a PM, os policias confirmaram que a arma usada pela vítima era de brinquedo. Moradores do bairro comentaram ainda que ouviram vários disparos. Alguns dos tiros acertaram a fachada de uma loja, estouraram uma porta de vidro e deixaram marcas na marquise.

De acordo com a corporação, os policiais envolvidos foram afastados e só devem voltar ao trabalho depois de uma avaliação psicológica. (Correio)