Câmeras mostram benefícios de presos da Lava Jato em cadeia do Rio; vídeo



Em perícia realizada por agentes do Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro na cadeia pública de Benfica, foi constatado que presos da Lava Jato, como o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, tinham livre circulação na penitenciária.

De acordo com o Estadão, também há falhas nas câmeras no momento em que Anthony Garotinho alega ter sofrido agressões. Os presos do colarinho branco não recebiam as quentinhas fornecidas aos presidiários de outras alas, fato revelado pelos equipamentos de segurança do local.

A perícia foi realizada para analisar a agressão à Garotinho, que acabou sendo transferido — antes de ser solto por determinação de Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, em dezembro do ano passado — por não provar a ocorrência.



Uma das falhas no momento em que Garotinho aponta a agressão foi notada pela comparação de duas câmeras. Um dos equipamentos capturou as mãos dele batendo palmas para chamar a segurança enquanto a outra ficou com a imagem congelada. Desse modo, os peritos acreditam em interferência humana na gravação.

Outro vídeo aponta a existência de um ponto cego ‘entre os portões das galerias B e C, permitindo o acesso de pessoas sem registro do sistema. (Metro1)

Marcadores:
[facebook][blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.