Defensoria Pública aciona Ratinho por declarações homofóbicas




A Defensoria Pública do Estado de São Paulo entrou com representação na última quinta-feira (4) para que a Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania instaure um processo administrativo contra Ratinho, após o apresentador proferir declarações homóficas em rede social.

Na quarta (3), o radialista postou um vídeo no qual alegava que a TV Globo tem “muito veado”. A Defensoria afirma que o termo foi utilizado pejorativamente e pede que a pasta aplique multa por discriminação homofóbica.

O apresentador se retratou depois na internet, ao afirmar que "não quis ofender nenhum gay", que "fez uma brincadeira" e que "lamentavelmente algumas pessoas não entenderam assim". *Metro1