Estiagem de 2017 pode levar a reajustes de mais de 10% para energia




A falta de chuvas de 2017 pode levar a reajustes de mais de 10% para a energia elétrica, segundo cálculos da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

O déficit hidrológico médio de 2017 ficou em 79%, o que significa que as hidrelétricas geraram 21% menos do que o volume de energia que tinham direito de comercializar.

Para compensar a menor geração hídrica, foram acionadas termelétricas, que produzem uma energia mais cara, o que gera um custo adicional para o sistema – o custo deveria ser coberto pela receita proveniente das bandeiras tarifárias, mas o valor arrecadado não tem sido suficiente para fazer frente às necessidades. (Metro1)