Pedido de prisão domiciliar para Maluf é negado




Mais um pedido da defesa do deputado federal Paulo Maluf (PP), de 86 anos, foi negado pelo desembargador Jesuino Rissato, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

O advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, pedia que a pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias, por lavagem de dinheiro, fosse cumprida em regime domiciliar. O parlamentar está preso no Complexo Penitenciário da Papuda, na ala de idosos, desde 22 de dezembro do ano passado.

A defesa argumentava, no pedido feito na terça-feira (23), que havia constrangimento ilegal na negativa do juiz da Vara de Execuções do DF Bruno Macacari porque havia uma “recomendação específica do Instituto de Medicina Legal (IML) […] para que o paciente tenha um acompanhamento ambulatorial especializado”. (Metro1)
Marcadores:
[facebook][blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.