Vitória estreia com triunfo sobre Globo-RN na Copa do Nordeste

A página do calendário foi virada, mas a história não mudou muito. Na sua estreia oficial em 2018, na noite desta terça-feira, 16, o Vitória bateu o Globo por 2 a 1, em Ceará-Mirim (RN), pulando na frente do Grupo B da Copa do Nordeste.

O triunfo fora de casa serviu de revival do que se viu do Leão no Brasileiro de 2017, no qual só se salvou do rebaixamento por conta da incrível campanha como visitante – a melhor de sua história, com oito triunfos e só seis derrotas, e a segunda mais positiva do campeonato. O desempenho da equipe não foi lá muito empolgante, mas isso fica em segundo plano para um início de ano.

O próximo desafio do Rubro-Negro está marcado para domingo, 21, pela estreia no Campeonato Baiano. O adversário no duelo às 18h30, no Barradão, será a Juazeirense.

Dominante

O Vitória até que iniciou sua temporada de 2018 com o pé mais forte no acelerador do que se poderia imaginar. Mesmo atuando fora de casa, mostrou-se dominante desde o começo. Aproveitava-se das limitações técnicas do Globo.

Assim, logo aos oito minutos o Leão criou a primeira boa jogada. E por pouco não abriu o placar. Lucas, estreante na lateral direita, cruzou na medida para Kieza, que matou no peito já tirando a bola do alcance da marcação, mas chutou por cima. Era o primeiro indício de que o K-9, após um 2017 para esquecer, está mesmo disposto a mudar sua história no Rubro-Negro.

Ele se mostrava um dos jogadores mais ativos da equipe, e foi decisivo no lance do gol, aos 12 minutos. Fillipe Soutto mandou para a área, Kanu ajeitou de cabeça e Kieza também usou a testa para finalizar. Dasaev ainda defendeu, mas Uillian Correia marcou no rebote. Foi no mínimo irônico o Leão iniciar 2018 com um gol do mesmo atleta que quase derrubou o time à Série B em 2017 – ao colocar a bola na mão e cometer pênalti contra o Flamengo, na última rodada do Campeonato Brasileiro.

O problema é que, depois de abrir o placar, o Vitória sossegou demais. E conseguiu deixar o frágil adversário despertar. A equipe potiguar só conseguiu chegar em bolas paradas, e isso foi o suficiente para empatar. Aos 39 minutos, Renatinho Carioca cobrou escanteio para Reinaldo cabecear firme. Fernando Miguel espalmou, mas a bola, teimosa, bateu em Lucas e adentrou a meta. O árbitro deu o gol para Reinaldo.

A igualdade no marcador fez os anfitriões voltarem ainda mais animadinhos para o segundo tempo. Tanto que logo no minuto inicial Erick aproveitou o espaço nas costas do ofensivo lateral esquerdo Bryan – o outro estreante do Leão na noite – para avançar perigosamente. O chutou parou nas mãos de Fernando Miguel.

Mas não deu tempo para o Vitória se ver realmente ameaçado, pois chegou ao gol que o recolocou em vantagem pouco depois, aos nove minutos, quando Yago cruzou e o matador Tréllez subiu bonito para vencer a zaga e o goleiro com uma finalização no cantinho.

Os minutos que se seguiram transcorreram lentos, ao som aconchegante da charanga no estádio Barrettão. Futebol, viu-se pouco. Nem as entradas do garoto Jhemerson e de mais um estreante, o meia Lucas Marques, deram novo fôlego ao jogo. Normal para um início, mas tem que melhorar. (A Tarde)
  •  
Marcadores: ,
[facebook][blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.