Após polêmica sobre Temer, diretor-geral da PF diz que não vai pedir demissão




Após ter feito declarações que desagradaram os delegados sobre o inquérito dos portos que tem como principal alvo o presidente Michel Temer, o diretor-geral da PF, Fernando Segovia, garantiu ao jornal Estadão que não pedirá demissão do cargo.

Em entrevista à agência Reuter, o delegado indicou que o inquérito que investiga o presidente Michel Temer deve ser arquivado. Segovia alegou que foi mal interpretado sobre suas declarações.

Na quarta-feira (15), Segovia terá que dar explicações a respeito da suas declarações ao ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo, relator do inquérito contra Temer. O ministro tomou a decisão com base na reportagem da Reuters.(Metro1)
Marcadores:
[facebook][blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.