• Cientistas identificam túmulo coletivo do 'Grande Exército Viking'

    Repórter: AmargosaNews.com
    Publicado: sábado, 10 de fevereiro de 2018
    A- A+


    Mais de 200 cadáveres encontrados em um túmulo coletivo no interior da Inglaterra pertenciam ao Grande Exército Viking que invadiu o país no século 9, de acordo com um novo estudo realizado por cientistas da Universidade de Bristol, no Reino Unido.
    Descoberta na década de 1980, a sepultura coletiva já havia sido ligada aos vikings, porque junto aos cadáveres foram encontradas diversos armamentos e artefatos típicos dos guerreiros escandinavos que aterrorizaram as ilhas britânicas na Idade Média. Mas as datações feitas na época indicavam que os corpos haviam sido depositados no local ao longo de vários séculos.

    Agora, uma nova datação muito mais precisa, feita com tecnologia de ponta, revelou que quase todos os cadáveres foram enterrados entre os anos de 873 e 874. Os registros históricos indicam que o Grande Exército Viking passou o inverno de 873 no local da descoberta - em Repton, no centro da atual Inglaterra, - obrigando o rei da Mércia a fugir para o exílio. Na época, a cidade de Repton era a capital da Mércia, um dos reinos anglo-saxões da Inglaterra medieval.

    A datação dos ossos de Repton é muito importante, porque sabemos muito pouco sobre os primeiros incursores vikings, que mais tarde fariam parte do considerável assentamento escandinavo na Inglaterra", disse a autora principal do estudo, Cat Jarman, da Universidade de Bristol.

    Em 1975, os arqueólogos Martin Biddle e Birthe Kjølbye-Biddle iniciaram escavações na área da Igreja de Saint Wystan, em Repton, às margens do rio Trent. Eles escolheram o local porque ele era indicado como um acampamento Viking na Crônica Anglo-Saxã, um manuscrito produzido no fim do século 9. "O Grande Exército Viking se deslocou de Lindsey (no reino da Nortúmbria, já dominado pelos escandinavos) para Repton, onde estabeleceu um acampamento de inverno, em 873", diz o texto.

    Os cientistas descobriram ali vários túmulos Vikings e o grande depósito de ossos com quase 300 indivíduos enterrados em cova rasa no jardim da igreja. Eles imaginaram ter encontrado o que procuravam: um cemitério do exército Viking, que era conhecido na Inglaterra medieval como o "Grande Exército Pagão".(Correio )
  • Comentários