Polícia Federal abre inquérito para investigar ofensas a Gilmar Mendes



A Polícia Federal (PF) abriu inquérito para apurar ofensas em grupo de WhatsApp ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

De acordo com o G1, o pedido de investigação foi feito pelo próprio magistrado. O grupo, batizado de Tomataço, oferece R$ 300 para quem acertar um tomate na cabeça do ministro.

À PF, Gilmar Mendes pede que o responsável pela divulgação seja penalmente responsabilizado.