Um em cada 10 lares baianos não tem acesso à internet




Ei, você. Isso, você aí mesmo, que está lendo agora essa reportagem por meio do aparelho celular. Fique sabendo que você e outras 5 milhões de pessoas leem nosso jornal utilizando um aparelho celular com conexão à internet. E se você está lendo isso pelo computador saiba também que outras 788 mil pessoas fazem o mesmo.

Nem dá para acreditar que, na Bahia, de acordo com um levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta quarta-feira (22), essa matéria, provavelmente, não deve entrar em pelo menos um de quatro domicílios baianos, onde não há nem telefone fixo, tampouco móvel - a não ser que você, leitor, seja o nosso assinante. Já quatro em cada 10 lares não possuem acesso à internet. São os desconectados.


Quem quiser encontrar o amolador Emanuel Domingos, 78 anos, que vá a seu encontro, entre a Rua do Areal de Cima e a do Mingau, no 2 de Julho, onde fica seu comércio. Para bater um papo ou antecipar uma visita só tête-à-tête mesmo, cara a cara. Se preferir pode fazer uma ligação, certamente ele vai atender o "tijolão", que não tem acesso à internet, ressalto. Perfil nas redes sociais? Vá amolar outro, porque Emanuel não tem computador e nem sinal de wi-fi. Falta não faz, garante ele.

"O meu é desse aqui, ó, do simples. Esses outros, mais modernos, descarregam rápido. Mas ele anda muito devagar, quase nem funciona. Computador eu não tenho, quando eu preciso resolver alguma coisa só na lan house, mas, também, não sinto falta", afirma Domigos.

Marcadores:
[facebook][blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.