Ala do STF defende discutir prisão em segunda instância antes do caso Lula



A pressão de advogados e defensores públicos para que o Supremo Tribunal Federal reanalise já na próxima semana a jurisprudência que autoriza a prisão após condenação em segunda instância ganhou eco entre ministros da Corte.

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, ao menos quatro integrantes do STF admitem que o ideal seria votar as ações que questionam o mérito da regra geral no dia 4 de abril, antes do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula (PT).

Segundo a publicação, há entendimento entre os ministros de que uma decisão sobre “réus sem rosto”, diminuiria a exposição do tribunal. (Metro1)
Marcadores:
[facebook][blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.