Ministro de Temer redige pedido de impeachment de Barroso

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB), já mostrou a alguns parlamentares mais próximos o esboço de um pedido de impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, o mesmo que solicitou a quebra de sigilo bancário do presidente Michel Temer (MDB).

Segundo a coluna do Estadão, Marun utiliza o artigo 39 da lei 1.079/50, que aborda crimes de responsabilidade praticados por ministros do STF ao exercerem atividade político-partidária e ferirem o decoro, para fundamentar a ação.

O auxiliar de Temer compara a diferença de postura de Barroso quanto aos indultos natalinos editados pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e o atual chefe do Executivo nacional.

Segundo ele, enquanto Dilma teve a anuência da Corte para oferecer o benefício, que atingiu os petistas José Dirceu, Delúbio Soares e José Genoino, o ato de 2017 foi barrado, embora os documentos possuam, praticamente, o mesmo teor. Barroso foi nomeado por Dilma para a vaga no STF. (Bahia.Ba)