Mutuípe realiza audiência pública para debater funcionamento do Hospital

Nesta última quinta-feira (22), foi realizada audiência pública no plenário da Câmara de Vereadores Mutuípe, para debater a situação do Hospital e Maternidade Clélia Chaves Rebouças.

Com a presença da representante do governo do estado da Bahia, Ana Paula – Superintendente de Gestão dos Sistemas de Regulação da.Atenção à Saúde – SUREGES, representantes de deputados, a Deputada Maria Del Carmen, PT, o prefeito Rodrigo Maicon de Santana Andrade – Digão, MDB, o secretário de saúde André Eloy, vereadores: Gil (PT), Didi Mocó (Dem), Junior Cardoso (Dem), Ademário (PPS), Índio Josafá (PDT), Vando de João das Neves (MDB), Dalva (PSD), o presidente do Conselho de Saúde, Manoelito, a presidente da Associação de Proteção a Maternidade a Infância de Mutuípe, D. Célia, e representante de sindicatos, Arnaldo e Gildásio.

Com um grande público presente que em momentos aplaudia em outros vaiava, a sessão transcorreu com muitas polêmicas, diversas pessoas usavam cartazes com palavras de ordem contra a administração do hospital.

De acordo com as palavras de Ana Paula, não existe retaliação por parte do governo do estado ao Hospital de Mutuípe ou a gestão municipal, a representante esclareceu ainda que a PPI – Programação Pactuada Integrada, ainda não foi homologada e que a utilizada é a de 2010, em seguida ela esclareceu o que é PPI, e ressaltou que a sua realização fica na responsabilidade da prefeitura. Ainda segundo ela, não foram retirados recursos do hospital, ocorrendo, novo planejamento do estado: “o que o prefeito e o secretário propõe aqui é justamente o que deseja o estado, regionalizar a saúde pública” Disse ela.

Os que se pronunciaram, cobraram a APMIM transparência e prestação de contas.

Acusado pelo Deputado Federal Jorge Solla (PT) de atrapalhar a saúde de Mutuípe, o prefeito Digão criticou duramente o ex-secretário de saúde do estado da Bahia e o desafiou novamente a provar as acusações, o gestor ainda pediu respeito ao deputado e cobrou que ele use novamente a tribuna da câmara dos deputados para pedir desculpas, o prefeito criticou os 16 anos de Carlinhos, exibiu os feitos de sua gestão ao longo de 2017 e 2018 e rebateu o vereador Gil: “por que somente agora Gil, após 25 anos de vida publica o senhor levanta a bandeira do hospital, isso é contra mim ou contra o hospital”, e também questionou Junior Cardoso sobre o que ele já teria feito para ajudar o hospital bem como os deputados apoiados por ele.

O prefeito disse ainda que seus opositores criticam o contrato feito por meio de licitação com a APMI de Ubaíra, mas nunca questionaram o mesmo modelo de contratação feita com uma cooperativa de Lauro de Freitas, na gestão passada. Por fim o gestor disse que tem estudado a viabilidade de ajudar financeiramente o hospital de Mutuípe.

Em seguida Jr. fez breve pronunciamento e disse que 97% das pessoas que estavam presentes, ele já teria ajudado, e que os seus deputados sempre se colocaram a disposição para conseguir uma ressonância um exame ou algo do tipo, o vereador parabenizou o prefeito por ir a audiência propondo soluções para a problemática e se colocou a disposição para votar o que for apresentado ajudar o hospital.

A deputada federal Maria Del Carmem também fez breve pronunciamento já quase no fim da sessão, mas foi muito vaiada pelo público, principalmente ao se citar o ex-prefeito Carlinhos e chamar os presentes de companheiros. (Mídia Bahia)
Marcadores:
[blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.