UFRB aprova cotas para estudantes de pós-graduação

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) aprovou a política de cotas para cursos de pós-graduação da instituição. Segundo a resolução, serão reservadas, no mínimo 20% das vagas oferecidas pelos programas de pós-graduação [mestrado e doutorado] para candidatos autodeclarados negros. Para quilombolas, indígenas, trans e pessoas com deficiência, quando aprovados no processo seletivo, será oferecida uma vaga supranumerária para cada categoria. A resolução foi aprovada, por unanimidade, no último dia 8 de março pela câmara de pesquisa e pós-graduação. O objetivo é ampliar a inclusão e a permanência de negros, quilombolas, indígenas, pessoas trans (transgêneros, transexuais e travestis) nos cursos de pós-graduação da UFRB. A instituição informou que já adota ações afirmativas na graduação desde a origem e agora amplia essa política integralmente para a pós-graduação. Das vagas disponibilizadas pela UFRB na graduação, 50% são destinadas para alunos de escola pública. Destas, metade é destinada a alunos com renda familiar igual ou menor que 1,5 salário mínimo per capita e a outra metade para rendas superiores a este patamar. Cada uma destas metades ainda é dividida entre cotistas pretos, pardos, indígenas e/ou deficientes, seguindo índices definidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No último processo seletivo, 78,5% dos candidatos se autodeclaram negros. (Bahia Notícias)
Marcadores: ,
[facebook][blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.