Manifestantes pró-Lula fecham o Iguatemi; trânsito é desviado



Um protesto contra a prisão do ex-presidente Lula, determinada ontem pela Justiça, fechou as pistas da Avenida ACM, na região do Shopping da Bahia (antigo Iguatemi), por volta das 15h30. Uma das vias foi liberada às 18h50, quando maior parte do grupo seguiu para o outro lado, na direção da Rodoviária de Salvador.

No momento exato em que as pistas na frente do Shopping da Bahia foram fechadas, o bacharel em direito Daniel Soares, 25 anos, teve a chance de passar com seu carro. Mas preferiu ficar e se juntar à manifestação. "Eles queriam que eu passasse, mas resolvemos ficar. A situação não está fácil. Temos que apoiar", disse.

Mas havia muita gente revoltada com o engarrafamento. Eduardo Bonfim, 68 anos, deixou de fazer uma entrega no Shopping da Bahia por conta da manifestação. "Não apoio manifestação que prejudica as pessoas! Teve uma senhora ali que desceu do ônibus passando mal. Não pode, né?".


Visivelmente, os rodoviários apoiaram a manifestação. Os ônibus pararam não só na frente do Shopping da Bahia, mas na frente da rodoviária e no acesso à avenida ACM para quem vem da Bonocô, o que ajudou a travar ainda mais o trânsito de toda a região. "Tem que apoiar! Não só por nossa categoria, mas pelo povo. Essa prisão de Lula é injusta!", disse a cobradora Eliene Jesus Santos.

Depois do protesto em frente ao Shopping da Bahia, os manifestantes caminharam até a região da Rodoviária, liberando as pistas. Lá eles fizeram um grande círculo simbolizando um abraço em Lula.