Pré-candidato Dal rebate acusações e afirma se tratar de algo político; entenda:



O pré-candidato a deputado estadual, Adalberto Barreto, popularmente conhecido como Dal, divulgou um comunicado na manhã desta quarta-feira(25), em resposta a uma notícia veiculada ao site Política Livre, em que afirma que o MPF abriu um processo investigativo contra a empresa Rede de Postos Dal. A notícia foi divulgada momentos antes do lançamento de sua pré-candidatura.

Segundo a notícia, foi aberto um procedimento investigatório que visa investigar licitações de que participaram as empresas que compõem a Rede de Postos Dal nos últimos cinco anos, assim como a pessoa jurídica NP Serviços e Transportes Ltda.

Em contato com o repórter do AmargosaNews, Dal afirmou que nunca recebeu nenhuma notificação e que se trata de algo político, que tem por finalidade manchar sua imagem diante da grande repercussão do lançamento de sua pré-candidatura. "Até o momento não chegou nada no meu conhecimento. Eu acho que é nota política, mas quem fez vai ter que depois se justificar e dizer de onde tirou essa matéria."

Em comunicado, Dal afirma: “A rede de postos que leva meu nome sempre exerceram suas atividades pautado na ética, moralidade e conduta ilibada. Assim sendo, mesmo que tenha sido aberto procedimento investigativo, tenho certeza que o mesmo será brevemente arquivado, uma vez que jamais praticamos qualquer conduta ilegal”.

Da Redação.

Confira a notícia do PolíticaLivre:

O Ministério Público Federal, por intermédio da Procuradoria da República com sede em Jequié, abriu procedimento investigatório visando investigar licitações de que participaram as empresas que compõem a Rede de Postos Dal, assim como a pessoa jurídica NP Serviços e Transportes Ltda. Os procuradores querem investigar contratos celebrados pelas empresas junto a municípios nos últimos cinco anos. Já foram solicitados às Prefeituras todos os processos licitatórios e pagamentos realizados em benefício das referidas empresas. O dono das empresas é pré-candidato a deputado estadual pelo PCdoB e tem o apoio da deputada federal Alice Portugal (PCdoB).

Confira o comunicado:




Comentários