STF nega embargos infringentes de Paulo Maluf



Os ministros do Supremo Tribunal Federal decidiram negar o agravo regimental pedido pela defesa do deputado afastado Paulo Maluf (PP-SP). Com a decisão, os membros da Corte decretaram o trânsito em julgado do processo e mandou o condenado cumprir a pena de 7 anos e 9 meses de prisão.

O placar da votação foi de 6 a 5 pela rejeição dos embargos infringentes, após o voto de minerva da presidente do STF, Carmen Lúcia. Os magistrados ainda vão decidir se permitem que Maluf permaneça cumprindo a prisão em casa, em razão do grave estado de saúde apontado pela defesa do parlamentar. (Metro1)