Caminhoneiros fecham parcialmente rodovias em sete localidades da Bahia



Os caminhoneiros fazem o quarto dia de protesto nas rodovias brasileiras nesta quinta-feira, 24, contra o aumento do preço do diesel. Na Bahia, há bloqueios em sete localidades.

Na BR-324, há interdições parciais no km 617, em Salvador, e no km 542, em Amélia Rodrigues. A BR-407 também tem dois pontos de bloqueios: no km 131, na altura de Senhor do Bonfim, e no km 230, em Capim Grosso. Nesses dois atos, os manifestantes liberam a passagem de ônibus, motos e carros de passeio, impedindo a circulação de veículos de carga.

O mesmo acontece na BR-101, no km 361, na altura do município baiano Gandu, onde o foco da manifestação é impedir a passagem de caminhões pela rodovia.

Os caminhoneiros também protestam na BR-116, no km 421, em Feira de Santana, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O órgão, no entanto, não soube informar o número de manifestantes no local.

A BA-535, conhecida como Via Parafuso, também é alvo de protesto, segundo a concessionária Bahia Norte, que administra a rodovia. Os caminhoneiros ocupam os dois sentidos da estrada no km 10, liberando a passagem apenas de carros de passeio. Viaturas da Polícia Militar estão no local.

A mobilização dos caminhoneiros tem causado congestionamento nas rodovias e desabastecimento nas cidades. Eles reclamam das sucessivas altas nos preços do diesel. A Petrobras anunciou a redução de 10% no valor do combustível nas refinarias por 15 dias, contudo os caminhoneiros afirmam que isso não resolve o problema.

Nesta quinta, o presidente Michel Temer se reúne com os ministros Eduardo Guardia (Fazenda), Moreira Franco (Minas e Energia), Valter Casemiro (Transportes, Portos e Aviação), o presidente da Petrobras, Pedro Parente, e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, para discutir a situação. (ATarde)
Marcadores:

Postar um comentário

[facebook][blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.