Pobreza afeta 60,8% das crianças na Bahia




"Meu sonho é ter uma boneca para brincar", devaneia a pequena de 7 anos, sorriso inocente no rosto, brilho nos olhos, pés descalços, cabeça nas nuvens, como quem não se deu conta do estado de miséria no qual se encontra uma família de seis pessoas com rendimento mensal de apenas R$ 390.

Na Bahia, 60,8% (mais de 2 milhões) dos cerca de 3,4 milhões crianças de 0 a 14 anos vivem sob a condição de pobreza – classificada pela renda per capita de até meio salário mínimo –, segundo o estudo Cenário da Infância e Adolescência no Brasil 2018, divulgado pela Fundação Abrinq.

Para chegar a esse percentual, a fundação utilizou os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2015, o qual identificou que, naquele ano, mais da metade das crianças baianas se encaixavam nesse perfil. (ATarde)
Marcadores:

Postar um comentário

[facebook][blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.