População idosa já soma 2 milhões de pessoas na Bahia




Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados no fim do ano passado, demonstram que a população de idosos no Brasil e na Bahia não para de crescer. São 26 milhões de pessoas acima dos 60 anos vivendo no país. Destes, mais de 2 milhões residem em terras baianas.

Em Salvador, dezenas de abrigos e asilos ofertam moradia e cuidados para aqueles que são abandonados, ou passam a morar nestes lugares com consentimento da família.

Entre 60 e 95 anos de vida, o legado profissional desta população é inegável: professores, pintores, costureiras, lavradores, chefes de cozinha, empresários, rádio-amadores, economistas, aviadores, secretarias, artistas, e filósofos, dentre outras áreas de atuações, demostram que o abandono não distingue profissão.

Em uma sociedade totalmente capitalista, certa vez, o jornalista e filantropo Benjamin Franklin considerou que "O trabalho dignifica o homem".

E foi o que aprenderam desde cedo os muitos idosos que relataram suas histórias de significativas contribuições profissionais, e hoje vivem em dois abrigos da capital e Região Metropolitana de Salvador, o Lar Irmão São José, e o ACCABEM- Associação Casa de Caridade Adolfo Bezerra de Menezes, ambos mantidos através de doações, por meio de sentimentos como a solidariedade e a compaixão. (ATarde)
Marcadores:

Postar um comentário

[facebook][blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.