Rui e outros seis governadores se dizem incapazes de solucionar crise promovida pela União



Em carta assinada por Rui Costa e governadores dos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Sergipe e Minas Gerais, os chefes do executivo estaduais criticaram a posição adotada pelo Governo Federal de autorizar que a Petrobras adote uma política de preços direcionada “unicamente à obtenção de lucro e ao acúmulo de receitas”. O documento foi divulgado hoje (26).

Os gestores também criticam o repasse dos preços da gasolina e derivados, que acarretam no aumento dos custos de itens que integram a cesta básica da população brasileira. “Perversa política de preços”, classificaram o momento.

Os governadores ainda consideraram “absolutamente inaceitável a tentativa do Governo Federal de transferir para os Estados a responsabilidade pela solução de uma crise que foi provocada pela União, através de uma política de preços de combustíveis absurda, perversa e irresponsável”. (Metro1)

Comentários