Setores acumulam prejuízo de R$ 10,2 bi com greve dos caminhoneiros



O prejuízo causado pela greve dos caminhoneiros em todo o Brasil já chega a R$ 10,2 bilhões. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo hoje (27) e tem como base as primeiras estimativas realizadas pelos setores.

Segundo a publicação, as áreas da construção e da indústria de carnes foram as mais afetadas. Cada uma acumulou um rombo de, pelo menos, R$ 2,4 bilhões. Já na indústria automotiva, o valor chegou a R$ 1,25 bilhão. No mundo têxtil e na produção de leite, houve prejuízo de R$ 1,2 bilhão e R$ 1,13 bilhão, respectivamente.

Ainda de acordo com a publicação, na indústria farmacêutica, o prejuízo chegou a R$ 1 bilhão. Na produção de café, R$ 546 milhões; comércio eletrônico, R$ 280 milhões; e setor aéreo, R$ 50 milhões.

Os caminhoneiros protestam desde o ínicio da semana passada contra o valor dos combustíveis. Os motoristas seguem parados nas estradas, sem previsão para voltar a circular.

Comentários