Após protestos de palestinos, amistoso entre Argentina e Israel é cancelado




O amistoso entre Argentina e Israel, que serviria de preparação da equipe sul-americana para a Copa do Mundo, foi cancelado. O duelo estava marcado para o sábado (9).

O motivo do cancelamento foi a série de protestos de palestinos, que pediam a não realização da partida. Ontem (5), militantes pró-Palestina se reuniram nas proximidades do local em que a seleção portenha treinava, em Barcelona, com um uniforme da equipe repleto de sangue.

Craque da equipe, o atacante Lionel Messi recebeu uma carta assinada por 70 crianças palestinas, que pediram que o jogo fosse cancelado. "Não sabemos se já ouviu falar dela (a cidade), mas temos certeza que vai ouvir, porque segundo nos disseram, você vai jogar com seus companheiros em Malha, em um estádio construído sobre a nossa aldeia destruída", afirma a carta das crianças sobre o Estádio Teddy, na parte ocidental de Jerusalém, onde seria realizado o amistoso.

De acordo com o jornal espanhol As, os atletas se reuniram com o presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA) e relataram o receio por confusões no jogo e na chegada ao estádio. (Metro1)

Comentários