Bolsonaro defendeu esterilização de pobres para reduzir miséria e crime




Pré-candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) defendeu, em discursos na Câmara dos Deputados nos últimos anos, a esterilização dos pobres como meio de combater a criminalidade e a miséria.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o presidenciável defendeu a adoção pelo Estado de um rígido programa de controle de natalidade, com foco nos pobres.

“Defendo a pena de morte e o rígido controle de natalidade, porque vejo a violência e a miséria cada vez mais se espalhando neste país”, afirmou.

Bolsonaro disse, ainda, que programas, como Bolsa Escola e Bolsa Família, serviriam para incentivar os pobres a ter mais filhos e, dessa maneira, aumentar a fatia que recebem de benefícios. (Metro1)

Comentários