Braço direito de líder da facção Katiara morre em confronto com a polícia no mangue



Um dos homens de confiança do líder da facção Katiara morreu na manhã desta terça-feira (5) após confronto com policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar. Kaká, como era conhecido o braço direito de Adílson Souza Lima, o Roceirinho, estava escondido junto com um comparsa em um manguezal na zona rural de Maragogipe, Recôncavo baiano.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), Kaká e seu comparsa e gerente da facção, Harin Ferreira Galvão, 25 anos, reagiram à abordagem do Bope e foram atingidos. A dupla chegou a ser socorrida, mas não resistiu. Com os traficantes foram apreendidos munições de fuzil, pistolas, coletes balísticos e drogas.


No mangue, os PMs encontraram, em casas erguidas às margens, munições dos calibres 556 e 762 (fuzis), dois carregadores estendidos de calibre 45 (metralhadora), duas pistolas calibre 380, dois coletes balísticos e aproximadamente 200 porções de drogas.

As equipes do Bope permanecem no mangue em busca de outros cinco integrantes da quadrilha que escaparam, após o confronto. Na parte urbana da cidade, a Patamo colocou viaturas em pontos estratégicos para evitar fugas.

O líder da quadrilha, Roceirinho, está custodiado em um presídio federal de Campo Grande (MS).

Fonte: Correio.
Marcadores:

Postar um comentário

[facebook][blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.