Diretor da Fifa admite erro em gol da Suíça contra o Brasil




Diretor técnico da Fifa, o ex-jogador de futebol Marco Van Basten admitiu que a entidade avalia o erro da arbitragem do confronto entre Brasil e Suíça no último domingo (17), na estreia das duas seleções da Copa do Mundo da Rússia. Em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, ele falou sobre o lance do jogador Zuber contra o zagueiro Miranda no gol de empate.

“Tive várias discussões com pessoas dentro da Fifa sobre esse assunto nos últimos dias. Acho que precisamos aprender com esse caso", disse o ex-jogador, ao ressaltar que o lance foi irregular. "Não acho que o juiz deveria ter dado aquele gol. Essa é minha opinião pessoal", afirmou.

A CBF se posicionou contra a entidade e reclamou da postura da Fifa sobre o caso.

Confira:

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) encaminhou, nesta segunda-feira, 18, um ofício à FIFA questionando os procedimentos adotados pelo Video Assistant Referee (VAR) na partida entre Brasil e Suíça, válida pela primeira rodada do Grupo E da Copa do Mundo Rússia 2018.

No documento, a CBF solicita esclarecimentos em relação ao cumprimento do Protocolo VAR - Versão 8, que prevê, em seu item 2, quatro decisões revisáveis: gols, decisões em penais, cartão vermelho direto e identidade equivocada.

A CBF requer da FIFA a razão pela qual a tecnologia não foi utilizada em lances capitais da partida.

O Brasil volta a campo agora contra a Costa Rica, na próxima sexta-feira (22), pela segunda rodada da Copa do Mundo, às 9h.

Comentários