Ecad assume ter passado 'informações incorretas' e volta atrás sobre inadimplência do governo



Menos de 24h após ter informado ao Metro1 que a festa de São João promovida pelo governo do Estado estava "ameaçada" em função de débitos de valores "sequer conhecidos" de direitos autorais de 2017, o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição voltou atrás e negou a dívida. Em nota enviada à reportagem hoje (8), o Ecad "lamentou" o "envio de informações incorretas".

"As festas de São João e os festejos de carnaval realizados pelo governo estadual em 2017 estão adimplentes. Sobre os eventos de 2018, apenas o carnaval está em débito, uma vez que ainda não houve o pagamento do boleto emitido. Já as festas juninas de 2018 ainda não foram licenciadas pelo governo e estamos no aguardo do envio das informações acerca do custo musical para que possamos calcular o valor dos direitos autorais", disse a entidade, por meio de nota.

Apesar do comunicado, o Ecad não revelou quanto efetivamente foi pago pelo Executivo estadual no festejo do ano passado. Anteriormente, o diretor de relações institucionais da instituição na Bahia, Márcio Moreira, chegou a ameaçar acionar a Justiça para receber os valores em aberto.

De acordo com o responsável pelo Ecad, os representantes da Bahiatursa, organizadora dos eventos, firmaram a "promessa de ser feito o pagamento", no entanto "falam que vão pagar, mas ainda não veio essa data”. (Informações do Metro1)
Marcadores:

Postar um comentário

[facebook][blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.