Novo exame de sangue pode prever parto prematuro, aponta estudo


Cientistas americanos e dinarmaqueses desenvolveram um exame de sangue que pode identificar até com 80% de precisão se uma gestante fará parto prematuro. Os especialistas dizem que ele tem o potencial de reduzir fatalidades e complicações de saúde da mãe e do bebê. Além disso, o exame também pode ser usado para estimar a data do nascimento. Segundo a revista "Science", o teste é "tão confiável quanto e menos dispendiosa do que a ultrassonografia". O exame avalia os níveis de RNA livre de células, através da atividade dos genes materno, placentário e fetal. "Descobrimos que um punhado de genes são altamente capazes de prever quais mulheres correm risco de parto prematuro", relatou Mads Melbye, coautor sênior do estudo. Apesar dos bons resultados, o experimento precisa ser mais estudado antes que esteja pronto para uso geral.

Comentários