Presença em debates 'daria munição a rivais', dizem aliados de Bolsonaro




Pré-candidato à presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro não pretende mesmo participar dos debates no primeiro turno na televisão e tem o apoio necessário para isso.

De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, aliados defendem a estratégia por acreditarem que as participações "dariam munição aos rivais".

Hoje, Bolsonaro conta com 10 segundos na propaganda eleitoral – tempo insuficiente para rebater acusações. Ele só deve marcar presença nas discussões se for ao segundo turno, quando o tempo de TV é igual para os candidatos. (Metro1)

Comentários