Quatro presidenciáveis devem participar do 2 de Julho



Quatro presidenciáveis devem participar do 2 de julho, na próxima segunda-feira, em Salvador, cujo trajeto de três quilômetros da Lapinha ao Terreiro de Jesus deve ser feito pelas claques políticas em ritmo frenético este ano, em razão do jogo da seleção brasileira na Copa do Mundo, que começa às 11h. Os pré-candidatos Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (PSOL), Manuela D´Ávila (PCdoB) e General Mourão (PRTB) devem integrar a marcha que serve como termômetro de popularidade em ano eleitoral.

Os pré-candidatos devem assistir ao jogo com seus aliados logo após o cortejo, embora alguns locais ainda estejam indefinidos.

Os dois principais pré-candidatos ao governo da Bahia, Rui Costa (PT) e José Ronaldo (DEM) marcharão com representantes partidários de suas chapas majoritárias. Existe a possibilidade de a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann integrar o cortejo, mas não há confirmação. Ao lado de José Ronaldo devem marchar o prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto, e postulantes a vice e ao Senado, como é o caso dos deputados federais Jutahy Magalhães (PSDB) e Irmão Lázaro (PSC).

Plano B

Mesmo com o tornozelo machucado por uma torção, Ciro Gomes, cotado como um possível plano B para receber apoio do PT caso o ex-presidente Lula não tenha deferido seu registro pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deverá caminhar parte do trajeto. Ele chega à Salvador na madrugada de segunda e será recebido pelo presidente estadual do PDT, deputado Félix Mendonça.

Por enquanto, diz o deputado, não há encontro previsto com o governador. Tampouco com ACM Neto. "Não tem nada. É dia de festa, não de conversa", disse. Na Bahia o PDT apoia a candidatura de Rui, "com apoio ou sem apoio" na nacional, diz Félix. Mas Ciro tem sido paquerado tanto por legendas da esquerda quanto da centro-direita, como é o caso do DEM. Ciro deve assistir à partida de futebol e almoçar com os pedetistas.

A comunista Manuela D´Ávila também deve aportar mais uma vez na capital baiana este ano - ela participou do Fórum Social Mundial em março -, após a polêmica entrevista concedida no programa Roda Viva (TV Cultura), o que deve lhe render apoios de movimentos neofeministas. O presidente estadual do PCdoB, Davidson Magalhães, informou que a pré-candidata ficará com os comunistas durante o jogo, em local ainda não definido.

O ativista Guilherme Boulos (PSOL) participa do 2 de Julho ao lado do pré-candidato ao governo, Marcos Mendes, da vice Dona Mira, líder sem-teto baiana, e do pré-candidato ao Senado, Fábio Nogueira. A ideia é divulgar a chapa durante o cortejo que será fechado com uma feijoada no Coletivo de Entidades Negras, no Pelourinho.

Já o general da reserva Antonio Hamilton Mourão, presidenciável do PRTB que, aqui na Bahia, terá palanque do correligionário, o pré-candidato ao governo, João Henrique, ficou de confirmar presença. Mas, de acordo com representantes do partido, o militar ficou empolgado para conhecer o desfile cívico ao ser convidado por João, semana passada, em São Paulo. Mourão é o expoente mais explícito dos que defendem as forças militares no comando do país, ao lado de Jair Bolsonaro (PSC). Fonte:ATarde.
Marcadores:

Postar um comentário

[facebook][blogger]

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.