Argentina fecha acordo com PGR para usar delações da Lava Jato




As procuradorias-gerais da República do Brasil e da Argentina oficializaram um acordo de cooperação judicial para que os tribunais argentinos passem a aceitar as delações premiadas e acordos de leniência firmados no Brasil no âmbito da Operação Lava Jato.

Com as informações e provas fornecidas pelo Brasil, a justiça argentina vai poder acusar ex-funcionários da Odebrecht envolvidos no casos que tramitam no país platino.

O documento, que foi assinado na última sexta-feira (13), é fruto de trabalho da Secretaria de Cooperação Internacional do Ministério Público Federal. (Metro1)

Comentários