Bahia perde para o Vasco, mas avança na Copa do Brasil; arbitragem rouba a cena




Depois de vencer o jogo de ida por 3 a 0, o Bahia perdeu hoje (16) para o Vasco da Gama por 2 a 0, garantindo assim a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. O confronto foi disputado no estádio São Januário, no Rio de Janeiro. Com o resultado, o tricolor vai enfrentar o Palmeiras na fase seguinte. A data dos duelos ainda não foi definido. Os gols do time carioca foram marcados por Yago Pikachu e Andrey. O tricolor enfrenta nesta semana o time da Chapecoense, pelo Brasileirão da Série A, na quinta-feira (19), fora de casa.

A história do jogo - Com o regulamento embaixo do braço, o Bahia foi para o jogo com a intenção de gastar o tempo e fazer com que o Vasco não conseguisse furar a defesa. O time do técnico Enderson Moreira, no entanto, chegou a bater cabeça ao tentar evitar os avanços dos donos da casa, que chegavam com perigo pela direita, comandados pelo lateral Yago Pikachu. O vascaíno chegava com perigo, às vezes mudando o lado de ataque. Nas respostas, Zé Rafael tentava sem sucesso acionar Edigar Junio para tentar surpreender. Em uma roubada de bola na defesa tricolor, Ríos foi acionado, invadiu a área e acabou derrubado por Nino Paraíba, levando o árbitro a marcar pênalti. Na cobrança, Yago Pikachu mandou no lado oposto de Anderson para deixar os cariocas em vantagem.

No segundo tempo, o tricolor continuou pressionado, vendo o Vasco travando a saída de bola para tentar armar as jogadas. Enquanto tentava se defender, o Bahia reclamava da atuação do árbitro, que foi acusado pelos jogadores de favorecer os cariocas em lances de falta. O segundo gol do time da casa saiu após cruzamento da direita. Yago Pikachu cobrou falta na área, a zaga do Esquadrão falhou e Andrey cabeceou para o chão. A bola quicou e complicou Anderson, que até tentou defender, mas mandou a bola para a rede. O Vasco seguiu pressionando e quase faz o terceiro após lambança do zagueiro Lucas Fonseca. O defensor tentou cortar e mandou a bola para a frente da meta de Anderson, mas Andrey não alcançou para fazer o terceiro. O tricolor continuava a reclamar das faltas marcadas pelo árbitro Rafael Traci (PR), que impediam o avanço e a criação de jogadas dos baianos. (Metro1)

Comentários