Jovens presos em caverna na Tailândia enviam cartas a familiares: 'Estamos bem'




Os 12 adolescentes e um adulto que estão presos há duas semanas em uma caverna do norte da Tailândia se comunicaram com seus familíares por meio de cartas, onde compartilharam uma mensagem comum: "Estamos bem". O conteúdo das cartas foi divulgado hoje (7) no perfil do Facebook dos corpos de elite da marinha tailandesa.

"Mamãe, papai eu amo vocês e ao meu irmãozinho também. Se sair, por favor, me leve para um churrasco. Estou bem, só um pouco de frio, mas não se preocupe comigo, não se esqueça da minha festa de aniversário", diz Night, que fez aniversário dentro da caverna.

Militares, entre eles um médico e um psicólogo, cuidam dos meninos com suplementos energéticos e vitaminas. Apesar de estarem aparentemente magros, eles estão em bom estado de saúde.

"Não se preocupe comigo, eu sinto falta de todos vocês, eu te amo, estou bem aqui, meus irmãos, os fuzileiros navais estão cuidando de mim", escreveu Mik.

As autoridades consideram duas opções para a saída do grupo: mergulhar pelas passagens inundadas ou encontrar um buraco na montanha por onde poderiam sair com ajuda de um helicóptero. Os jovens e o técnico começaram um treino intensivo para aprender a mergulhar, uma opção de alto risco, mas que de acordo com os especialistas continua sendo a mais provável.

Comentários