Polícia Civil prende em Jequié suspeito de integrar esquema de estelionatos



Na manhã desta quinta-feira (23) a Polícia Civil do Estado de São Paulo, por meio da Delegacia de Polícia de Teodoro Sampaio, deflagrou operação policial para desarticular uma organização criminosa dedicada a prática de estelionatos que fazem vítimas em todo o país. Seis prisões temporárias estão sendo cumpridas nas cidades da Jequié e Salvador e duas prisões temporárias na cidade de Fortaleza/CE, além de oito mandados de busca domiciliar. As diligências estão sendo realizadas com apoio das Polícias Civil da Bahia (DEPIN e DRACO) e do Ceará. Em Jequié, na rua Apolinário Peleteiro, equipes de policiais da 9ª Coorpin, prenderam em casa, o suspeito de integrar o esquema, Dário Disnar da Silva Júnior. Segundo o Delegado de Polícia Paulista que coordena os trabalhos, Dr. Edmar Rogério Dias Caparroz, Titular da Delegacia de Polícia do Município de Teodoro Sampaio, “a operação é resultado de mais de dois meses de investigação com o fito de apurar a origem de anúncios fraudulentos de venda de veículos pela plataforma de internet, especificamente por meio do site de comércio eletrônico Mercado Livre, que fazem vítimas em todo o país e movimentam expressivos valores”. A investigação teve início após uma vítima se interessar por um anúncio de uma máquina agrícola no site Mercado Livre com a opção de “frete grátis para todo o Brasil” que estaria em uma revenda de veículos na cidade de Lorena/SP e, ao manter contato telefônico na linha indicada na página eletrônica, acabou sendo orientada a depositar parte do valor da entrada para garantir o negócio, mas o veículo nunca chegou ao seu destino. “Com o registro da ocorrência policial as diligências investigativas foram iniciadas, apurando-se, assim, a atuação de uma sofisticada organização criminosa chefiada por um dos maiores estelionatários do país que, apesar de constar uma revenda na cidade de Lorena/SP, os criminosos atuavam à distância, principalmente nas cidades de Jequié e Salvador, na Bahia”, esclareceu Caparroz. A “Operação Loki” faz referência ao Deus da trapaça ou da travessura na Mitologia Nórdica que possui um grande senso de estratégia e usa suas habilidades para seus interesses, envolvendo intriga e mentiras complexas. (Giro em Ipiaú)

Comentários