PSL de Bolsonaro quer saída de Kannário da coligação



Partido do presidenciável Jair Bolsonaro, o PSL quer a saída do vereador Igor Kannário (PHS) da coligação para deputado federal nas eleições. Os candidatos da legenda à Assembleia e Câmara – a maioria militares e cristãos – protestam contra a presença do cantor e temem que os votos deles ajudem a eleger Kannário, considerado um dos nomes mais fortes da coligação formada entre PSL, PHS, PRTB e PPS. “Os votos dos militares podem ajudar a eleger uma pessoa de conduta duvidosa”, protestou um integrante da legenda à Satélite. O cantor vai disputar uma vaga na Câmara dos Deputados.

O coro foi endossado pela presidente estadual do PSL, Dayane Pimentel, que confirmou a solicitação pela retirada de Kannário ao PHS. Contudo, ela disse que nada foi imposto. “Ele é filiado, é um direito dele (ser candidato). Vou trabalhar para, com os votos dele, eleger alguém de bem. Todos repudiam esse elemento”, diz ela, que também disputa a Câmara. Recentemente, o vereador se envolveu em polêmicas com militares, fazendo críticas à atuação da PM e discutindo com uma policial na Micareta de Feira.(Correio)

Comentários