Temer adota cautela ao falar sobre reajuste do Judiciário




O presidente Michel Temer (MDB) preferiu ser cauteloso ao falar hoje (10) sobre o reajuste do Judiciário, que foi aprovado nesta semana pelo Supremo Tribunal Federal.

“Isto é uma coisa que o Congresso vai analisar ainda. Está começando a ser debatido. Quando chegar nas minhas mãos, se chegar, eu analiso”, afirmou, durante a entrega de unidades do Minha Casa Minha Vida em Goias.

Sobre o reajuste dos servidores públicos civis, Temer teria sinalizado à equipe econômica que pretende adiar para o próximo ano. A estimativa é de que o governo economize R$ 6,9 bilhões com a medida. (Metro1)

Comentários